28 de Novembro de 2014

Polícia
Enviado por Marcela Freitas 10/9/2012 22:15:00

Polícia tem suspeitos para morte de jovens em São Gonçalo


Cerca de 30 pessoas entre familiares e amigos compareceram ao sepultamento do montador de bolsas Rafael Gomes de Lima, 21 anos, no Cemitério de São Gonçalo, na manhã de ontem. Rafael foi morto na madrugada de domingo, após deixar a boate Impacto Show, no Pacheco, em São Gonçalo.

Segundo testemunhas, o jovem que estaria em companhia da namorada teria se envolvido numa briga no interior da boate. Rafael que era morador da favela da Alma, na Amendoeira, teria sido reconhecido por traficantes da favela do Bichinho, na localidade de mesmo nome, no Pacheco, e acabou sendo agredido no interior da boate.
 
Assustada, a namorada dele, deixou a casa de shows sem o namorado.

Um amigo teria se oferecido para deixá-lo em casa. Quando se preparava para entrar no automóvel, um Siena, Rafael foi atingindo com tiro nas costas. Mesmo ferido, ele correu, mas acabou alcançado pelos criminosos. Rendido, foi amarrado num veículo e arrastado por cerca de 400 metros.

“O veículo dos bandidos era um Palio prata. Mas não sabemos quantos homens e nem as características dos criminosos que fizeram essa covardia com ele”, lamentou o irmão, Janderson Gomes.

Queima de arquivo - A morte do dedetizador Vagner José Barbosa Pereira, 20, pode estar ligada a propina paga por traficantes do Morro do Cristo, no Anaia, a policiais. De acordo com testemunhas, há duas semanas Vagner teria presenciado um policial recebendo dinheiro de traficantes e passou a ser ameaçado.

“Não sabia das ameaças e quais eram o teor delas. Sabíamos que ele tinha muito medo desse policial porque toda vez que ele chegava ao bairro, o Vagner evitava sair. Tenho certeza de que ele não tinha envolvimento com nada de errado. Era um menino sem vícios e muito trabalhador”, disse a testemunha.

Muito abalada, a mãe dele garantiu que vai lutar por Justiça. “A morte do meu filho não ficará impune. Vamos lutar até o fim para que o culpado pague pelo que fez. Se fosse um bandido eu até entenderia, apesar da dor. Mas ele era um garoto bom e um ótimo filho”, lamentou.

De acordo com testemunhas, Vagner estava em casa na Estrada Nossa Senhora de Lourdes, no Anaia, com a esposa e amigos jogando cartas, quando dois homens numa motocicleta o chamaram no portão. Vagner foi atender e acabou sendo sequestrado.

O corpo dele foi encontrado, pelo pai, na manhã de domingo, às margens de um rio, na Estrada do Rio Frio, na localidade Quinta Dom Ricardo, em Santa Izabel. O caso está sendo investigado pela 74ª DP (Alcântara) que tenta identificar quem é o policial suspeito pelo crime.





<< Primeira < Anterior   [ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  ] Próxima > Última >>

Expediente | Anuncie Aqui | Trabalhe Conosco | Twitter | Comunidade no Orkut | RSS | Fale Conosco
©Copyright O SÃO GONÇALO - Todos os direitos Reservados

Ilhota Leste Comunicação